O combate com facas é algo sério. É preciso saber quem procurar para aprender tais técnicas e atributos. Sua vida poderá depender disso. ( Cortesia : Divulgação ).

Este artigo ajudará todos nós à entendermos melhor sobre alguns pontos e aspectos importantes e cruciais sobre combate e treino com lâminas. Métodos de combate do mundo inteiro utilizam lições de suas artes marciais originárias para ensinar a estudantes, tropas, batalhões, equipes, militares e as utilizam – também – até mesmo em cenas de muitos filmes de ação que assistimos.
Mas precisamos entender que o treinamento com armas, não serve apenas para ‘ensinar à matar’ ou se defender, serve principalmente para aguçar a mente, estimular o cérebro e sua capacidade de resposta, refina as mãos vazias e aumenta a concentração.

Desde a fundação da humanidade até os dias de hoje que as civilizações estão repletas de histórias sobre o uso e treinamento com armas e sua aplicação prática para autodefesa e sobrevivência. Cada povo possuía seu arsenal e metodologia, muitos testados em campo de combate de guerra e outros que ficaram apenas na teoria do “SE”.

Bem, existem duas diferenças cruciais, existe o ‘instrutor’ de combate com facas e lâminas seja Kali, Krav Maga, Systema, métodos Europeus e outros, e existem os “lutadores de faca”, ou seja, aqueles que realmente já enfrentaram alguém armado com faca ou já lutou com facas de verdade, encarrando um agressor também portando uma faca.
Acredito que muitos de nós que somos ‘instrutores de combate com faca’, mas não somos “lutadores de lâminas”, a não ser que você realmente tenha sofrido agressão e se defendeu contra uma lâmina de verdade, ou se já usou uma lâmina em alguém, são coisas bem diferentes uma da outra.
Hoje em dia, devido a proliferação de “cursos” e ‘instrutores’ procurando “um lugar à sombra”, estes ensinam seus métodos de combate com lâminas, e cada um prega sua teoria como sendo “a última verdade” para se promover.

Sabemos que existem métodos que fogem do ‘senso real’ de defesa e usam meios “irreais e improváveis” para ensinarem tais técnicas, apenas como promoção. É certo que um combate com lâminas de verdade é algo muito sério e complexo, por conta disso não acredito em técnicas supremas ou fixas, acredito muito mais na mentalidade e no instinto treinado e aguçado, atributos ganhos através dos exercícios e capacidades latentes que o cérebro vai gerando, portanto muito do que é mostrado em alguns métodos não será aplicado na realidade, nunca.

Na realidade, a irá, a fúria, o momento e o estado psicológico vão contar muito, as técnicas serão esquecidas dando lugar a “instintos” e sinapses neurais de tudo que foi treinado e assimilado, então isso se tornará um mundo diferentes.
“Não faça assim, porque meu método disse que não é assim, não faça assim porque mestre ‘A’ disse que o bom seria assim”, são as palavras que ouvimos de muitos, a maioria apenas coadjuvantes, outros porque acabam querendo puxar atenção para sua forma de ensinar.
Uma lâmina multiplica a velocidade nas mãos de qualquer pessoa, não possui ângulo definido, por isso eu sempre cito em contato em meus cursos que situações drásticas requerem respostas drásticas.

Não vale a pena discutir teorias ou qualquer coisa, basta você pegar uma faca de treino e fazer ‘sparring’ ( treino que fazemos todos os dias ) e descobrirá que muitos ‘drills’ e muitas das técnicas amadas e idolatradas por muitos não vão funcionar. Foi assim no passado e será hoje também. É como no caso dos instrutores que citei no artigo passado, os quais não entendem sobre combate, mais ensinam combate. Na prática desta “vivência laboratorial” você vai descobrir que “o que funciona” não é tudo que você acha que funciona, é muito mais que isso.
A distância, tempo, espaço, domínio de entrada, capacidade de usar braços como escudo ( e ser bem direto e contundente ), a mentalidade empregada e o conhecimento corporal são as partes mais eficazes para colocar um agressor fora de combate. Isso é importantíssimo.

Costumo dizer que você não enfrenta a arma, você enfrenta quem porta a arma, e não é impossível você obter êxito contra um ataque de lâmina, desde que você possua muito tempo de treino e entendimento do processo que o levará a entender todos mecanismos que citei acima.

Lembrem-se, se você não é alguém que foi atacado ou se cortou ou se furou em confronto ou que já empunhou uma faca para lutar, então nada que tente para comover alguém sobre seu método vai funcionar, a não ser que você tenha passado por isso. O treinamento com lâminas é muito importante no mundo atual, pois 80% dos ataques urbanos acontecem com agressões armadas. Atribua isso ao seu treinamento, isso vai ajudar você à enfrentar o temor ( falo o temor, não do medo ), e vai engatilhar respostas rápidas. A sua velocidade de mãos vazias também vai aumentar significativamente.

Mas existe algo muito importante. Saiba e procure saber com quem você irá aprender tais técnicas e atributos, qual a formação da pessoa, que métodos ela conhece, se ela realmente tem tempo de conhecimento e obteve lições de professores gabaritados e conceituados, pois isso não é brincadeira, é algo sério. Também quero lembra-los de que existem muitos ‘abanadores de armas’.
Boa sorte a todos em sua busca e treino.

*Texto escrito pelo Sifu Edmarcio Rodrigues | Postado por Oriosvaldo Costa em 17/12/2018

[ * ] O Sifu Sifu Edmarcio Rodrigues é Full Instructor em Contemporary Jeet Kune Do e Kali. Mataas Na Guru em Artes Filipinas Kali. Instrutor Military Edged Weapons. Instrutor Rápid Assault Tatics ( policiais, militares e seguranças). Faixa preta 1° Dan de Luta livre e Submission.

O Sifu / Guru Edmarcio Rodrigues recentemente ministrou um curso de combate com facas e estratégias de combate para o GORE – Grupo de Operações Regionais Especiais em Limoeiro do Norte-CE ( Cortesia : Acervo pessoal Sifu / Guru Edmarcio Rodrigues ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui