Vitor Toffanelli mostrou que tem qualidades para se tornar um dos novos astros do K-1. ( Cortesia | Créditos : AP Vitor Toffanelli | ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M-1 Mídia Esportiva | Divulgação ).

Na terça-feira, 3 de novembro de 2020, o K-1 Japan Group promoveu o K-1 World GP 2020 Japan, no Fukuoka Kokusai Center, em Fukuoka, Japão.

Originalmente agendado para 26 de julho, este ‘card’ foi adiado por cerca de três meses devido à propagação do novo coronavírus no Japão. A propósito, a data – 3 de novembro – também marcaria o 5º aniversário do lançamento do novo K-1 ( ou seja, desde que a franquia foi adquirida pelos seus novos donos, o K-1 Japan Group ).

O destaque desse ‘card’ foi a luta de Vitor Toffanelli, brasileiro residente em Aichi que já lutou na Hoost Cup e no HEAT. Em julho deste ano ele mostrou à que veio, apear de ter perdido – por decisão dos juízes – para Kento Haraguchi, campeão da categoria leve ( 63kg ) no RISE, um dos maiores eventos de “trocação” do mundo e o maior rival promocional do K-1 no Japão.

Seu adversário, Masaaki Noiri, se tornou o primeiro campeão do K-1 Koshien em 2009 e o 2º campeão da categoria super leve do K-1 World GP em 2017, além de outros títulos conquistados no Krush e no WBC.

Noiri desfere um golpe baixo pesado desde o início do primeiro round. O golpe se repete. Toffanelli circula ao longo do ringue e chuta em resposta ao ‘jab’. Ele ainda desfere um ‘gancho’ de esquerda em resposta à esse mesmo golpe desferido por seu adversário. Noiri utiliza chutes baixos. Toffanelli, que perdeu o equilíbrio devido à um golpe baixo, chuta com a direita enquanto vai ao solo.

No segundo round, Noiri faz uso da sequência ‘um-dois’ e chutes baixos. Ele também conecta joelhadas no corpo e no rosto do seu oponente. Toffanelli se recupera e responde com socos. Noiri utiliza uma combinação de socos e joelhadas. Toffanelli mesmo batido repetidamente no canto, resiste e responde com socos.

No terceiro round, Toffanelli ousadamente encurtou a distância e socou repetidamente, mas Noiri também faz uso de combinações de ‘ganchos’ e socos superiores de direita, que castigam o resistente brasileiro. Toffanelli devolve com ‘gancho’ de esquerda. Ele também fez uso dos seus chutes de Karatê ao longo da luta.

 

Após o término da luta, Noiri franziu a testa e riu com pesar. Provavelmente porque não conseguiu cumprir sua promessa, feita antes da luta, quando declarou que nocautearia o duro lutador brasileiro.

Nas outras lutas que merecem destaque, citamos o duelo feminino entre Kana Morimoto e Kotomi, não por acaso, luta que foi escalada para ser o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) desse K-1 World GP 2020 Japan. Vitória de Kotomi por decisão unânime dos juízes, desbancando assim a “rainha” Kana.

Já o ‘main event’ ( ou “evento principal” ) trouxe o campeão até 90 quilos da promoção, Sina Karimian, diante do detentor do título do Krush, K-Jee. Ambos já haviam lutado anteriormente em 2018, com o lutador do Irã ( Karimian ) vencendo por decisão o lutador japonês. Karimian havia lutado pela última vez em março, derrotando Ryo Aitaka na decisão e mantendo o cinturão. K-Jee também havia feito sua última luta em março, quando venceu Hisaki Kato com um golpe no corpo durante o evento Krush 112.

Os resultados do “K-1 World GP 2020 Japan” incluem :

 

K-1 World GP 2020 Japan
3 de novembro de 2020
Fukuoka Kokusai Center
Fukuoka, Japão

 

K-Jee venceu Sina Karimian por “TKO” ( corner jogou a toalha ) aos 1:54 do primeiro round – título até 90 quilos
Kotomi venceu KANA por decisão unânime ( 30-29, 29-28, 30-29 )
Masaaki Noiri venceu Vitor Toffanelli por decisão unânime ( 30-27, 30-26, 30-26 )
Hirotaka Asahisa venceu Tatsuya Oiwa por decisão unânime ( 30-27 x3 )
Koji Shikuwa venceu Rui Hanazawa por nocaute ( regra de três ‘knockdowns’ ) aos 2:53 do segundo round
Satoru Nariai venceu Masahiro Yamamoto por decisão unânime ( 30-27, 30-28, 30-28 )
Mako Yamada venceu Yu por decisão unânime ( 30-29, 30-28, 30-28 )
Hiroshi Mizumachi venceu Tatsuki por decisão unânime após round extra ( 10-9 x3 )
Kotetsu venceu Kenta por “KO” ( gancho de direita ) aos 0:56 dos terceiro round
Kazuki Miburo venceu Koki por decisão dividida ( 29-30, 30-29, 30-29 )
Noda Aoi venceu Shion por decisão unânime ( 30-27 x3 )
Takumi Terada venceu Nocaute de Hirotaka Sadamatsu ( direto de direita ) aos 2:06 do primeiro round
Yuji venceu Motoki por decisão unânime ( 30-25, 30-26, 30-27 )
Kazuki Oishi venceu Shohei Nishibayashi por decisão unânime ( 30-29, 30-28, 30-29 )

 

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 05/11/2020

Vitor Toffanelli desfere um chute de direita em Masaaki Noiri. ( Cortesia | Créditos : AP Vitor Toffanelli | ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M-1 Mídia Esportiva | Divulgação ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui