“Torrão” vai fazer o seu retorno aos ringues dia 8 de Novembro no ‘Desafio dos Campeões’ diante do lutador “Xandão” ( Cortesia : Divulgação ).

Isaul Marcos Soares, o “Torrão” nasceu em Pacaembu-SP mas foi morar em Jundiaí-SP em 1979. Aos 19 anos começou à treinar em uma academia em São Paulo e em 1983 começou a lutar profissionalmente.
Ele é um dos maiores lutadores do Brasil e também um dos pioneiros nas modalidades Kickboxing e Full Contact, nas quais obteve vitórias significativas sobre grandes nomes do esporte de contato em nosso país dentre os quais podemos citar Evilázio Feitoza ( um dos maiores técnicos do Brasil e que só perdeu para “Torrão” em sua também vitoriosa carreira ), Ezequiel Jacó ( do Boxe ), “Índio” Rakchal Rodrigues ( Campeão de Kickboxing que desafiou Rickson, Royce e Renzo Gracie para lutar em eventos de Vale Tudo ), Rafael Cordeiro ( um dos maiores técnicos de MMA e Muay Thai do mundo, o lutador de Curitiba ostentava à época a fama de um Wanderley Silva ) e Sérgio Cunha ( Outro lutador da consagrada equipe Chute Boxe. Campeão Brasileiro de Muay Thai nos anos de 92,93 e 94 ), dentre muitos outros.

Sua carreira internacional teve início no dia 20 de Agosto de 1995 com uma disputa de Título Mundial de Kickboxing válido pela ISKA na Espanha, a qual perdeu por Pontos.
“Torrão” teria nova chance no ano seguinte, desta feita contra Richard Dunana na África do Sul, perdendo novamente por pontos após 12 Rounds.

“Torrão” conquistaria seu primeiro título de Campeão Mundial de Kickboxing versão ISKA com a idade de 40 anos, obtendo um nocaute no quarto Round sobre Chinto Mordilho em revanche realizada na cidade de Jundiaí no dia 12/07/97.

Nesse mesmo ano ele promoveu e lutou o “Open dos Gladiadores”, primeiro evento de Vale Tudo na cidade de Jundiaí, obtendo uma vitória sobre Sandro Nei Ribeiro, o ‘Piá’ aos 38 segundos do primeiro Round.
“Torrão” ainda lutaria Vale Tudo em Belém do Pará e novamente em Jundiaí, sendo esse evento realizado sob a chancela da Secretaria de Esportes e Recreação. Desta feita a vitória foi sobre Marcos, Campeão de Vale Tudo do estado de Goiás.

Ao longo de sua vitoriosa carreira competitiva, “Torrão” acumulou um cartel de 153 lutas, sendo 146 vitórias ( 109 por nocaute ) e 3 Títulos de Campeão Mundial.
Como dirigente ele já foi Presidente da ISKA na América do Sul ( com sede no Brasil ), e atualmente promove com regularidade os eventos do ‘Torrão Combate’, sempre na cidade de Jundiaí, para dar oportunidade à novos lutadores de competirem e se ranquearem, além de obterem títulos nas várias modalidades de esportes de contato, quais sejam o Boxe, Kickboxing, Full Contact, Muay Thay, k-1 e, obviamente, MMA.

Quando perguntado se teria planos de voltar à lutar, ele responde que Sim.
-“Sim, pretendo voltar, se tiver alguém que me desafie e pague a minha bolsa, voltarei à competir sim, com certeza. Adoro Muay Thai e kick boxing e é isso o que o público gosta de ver, luta de ‘trocação’.”-declarou “Torrão, em entrevista alguns anos atrás.

Agora, a novidade é que “Torrão” anunciou que vai mesmo voltar à lutar.
O seu retorno aos ringues está programado para próximo dia 8 de Novembro, quando será realizada a próxima edição do Torrão Combate intitulada ‘Desafio dos Campeões’.
Seu adversário será o lutador “Xandão” na disputa pelo título de ‘Rei da Noite’ neste que já está sendo classificado como “o desafio do ano”.
Estamos na torcida, campeão.

Este é Isaul Marcos Soares, o “Torrão”. Um lutador e vencedor. Nos ringues e na vida.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/10/2018

“Torrão” é um dos maiores lutadores do Brasil e também um dos pioneiros nas modalidades Kickboxing, Full Contact e Vale Tudo ( Cortesia : Acervo pessoal ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui