O consagrado promotor de boxe já trabalhou em um show de MMA ao lado de Donald Trump, o atual presidente dos EUA ( Foto : Cortesia do site Golf Channel ).

Um ano depois de Conor McGregor e Floyd Mayweather terem protagonizado uma luta de boxe de grande sucesso, a constante provocação do cruzamento entre o boxe e o MMA  continua dominando as manchetes dos noticiários.

Ex-campeão de boxe e fundador da Golden Boys Promotions, agência que promove lutas da   ‘nobre arte’ além de cuidar da carreira dos pugilistas, Oscar De La Hoya, revelou que está pensando em criar um novo evento que promete abalar as estruturas do mundo do MMA.

De La Hoya, um mexicano-americano ( filho de imigrantes mexicanos ),  já declarou ao site TMZ que ele está empolgado com a possibilidade de trabalhar no “Golden Boy MMA”.

Afinal, se o próprio presidente do UFC Dana White já anunciou sua intenção de iniciar uma promoção de pugilismo ( ao criar a Zuffa Boxing ), então por que  Oscar De La Hoya não poderia entrar também no negócio do MMA? Diriam alguns …

Mas se engana quem pensa que essa será o primeiro investimento de De La Hoya em shows de MMA.
O fundador da Golden Boys Promotions já trabalhou ao lado de Donald Trump, o atual presidente dos EUA, na promoção do “Affliction 2: Day of Reckoning” em 2009.

Desta feita, contudo, o cartola pretende apostar na promoção do seu próprio show ao invés de trabalhar como parceiro de alguma outra franquia e nenhuma dificuldade nesse sentido poderá desestimular o homem que já conquistou títulos mundiais de boxe em várias categorias de peso.

Também membro do Hall da Fama do Boxe, De La Hoya parece ter se aliado ao ex-astro do UFC Chuck Liddell para que este venha à fazer parte do seu ‘portfólio’ e dar início ao novo negócio.

“Eu estou fazendo um retorno ( às competições de MMA ) , com certeza.” Declarou Chuck, ao ser perguntado se ele pretende lutar novamente.

“Tito Ortiz é sempre meu adversário favorito porque primeiro, é fácil vencê-lo, e segundo, eu nunca me canso de bater naquele cara. E as pessoas parecem nunca se cansar de me ver batê-lo. Elas me perguntam se eu posso bater nele por mais algum tempo.” Acrescentou Liddell.

Realmente, essa luta estaria sendo ventilada para a edição inaugural do show : “Imagine Chuck e Tito  mais uma vez, isso seria enorme”  Concordou De La Hoya.

“Embora ele fosse ótimo no boxe, Chuck é uma lenda do [ MMA ] e seria uma honra para mim promover alguma luta com ele.” Complementou.

Liddell, 48 anos, ex-campeão dos meio-pesados e um dos lutadores mais populares da história do Ultimate, foi incluído no Hall da Fama do UFC em 2010, depois de perder cinco de suas últimas seis lutas.

Contudo, alguns críticos especularam anteriormente que ele poderia vir a fazer seu retorno na ‘gaiola’ do Bellator MMA, considerando a tendência da promoção em promover lutas com as “lendas do MMA” e graças aos anúncios de seu retorno feitos nos últimos anos pelo próprio lutador moicano que serviram para mantê-lo sob as luzes dos holofotes nesse período.

Já seu suposto adversário para esse retorno, Tito Ortiz, de 43 anos, lutou pela última vez pelo próprio Bellator em janeiro de 2017. Segundo Ortiz, essa teria sido sua última luta pela organização de Scott Coker.

Contudo, dinheiro não deverá ser problema para uma terceira rodada com os rivais  de longa data ( caso alguns pensem ser este um empecilho ).  Basta visualizar as promoções luxuosas de De La Hoya para ver que ele tem muita ‘bala na agulha’.

Então, depois de meses ouvindo Floyd Mayweather falar sobre o seu interesse em fazer uma luta de MMA, os fãs não devem se surpreender se o “Golden Boy MMA” anunciar ‘Liddell vs. Ortiz’ como “main event” em sua edição inaugural.

*Texto do Colaborador Oriosvaldo Costa

Chuck Liddell anunciou seu retorno ao MMA aos 48 anos de idade e deseja fazer nova luta com Tito Ortiz no Golden Boy MMA ( Foto : Cortesia de Esther Lin, MMA Fighting ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui